CONTATOS
Centro Social Padres Redentoristas

História da Fundação e Desenvolvimento do Centro Social Padres Redentoristas

A Comunidade dos Missionários Redentoristas em Castelo Branco, atenta às necessidades da sociedade citadina em que está inserida e movida pelo espírito de serviço do seu fundador, Santo Afonso Maria de Ligório, constatou que nesta cidade faltava uma Instituição que colaborasse com as Famílias no acolhimento dos seus Filhos, que frequentavam a chamada Escola Primária, nessa época funcionando em regime de desdobramento, isto é, umas crianças tinham escola no período da manhã, outras no período da tarde. Por tal motivo, dezenas de crianças ficavam ao desamparo e sem ninguém que cuidasse delas.

Perante esta situação delicada e perigosa para tantos Pais e seus filhos, a 15 de janeiro de 1979, a Comunidade deliberou fundar o Centro Social Padres Redentoristas.

Assim nasceu esta Instituição, que seria pioneira na cidade de Castelo Branco, na valência de Tempos Livres.

Em instalações adaptadas para o efeito foram 72 os seus primeiros utentes, ainda no ano letivo de 1979.

Perante tal resposta, era urgente criar instalações condignas. Aproveitando um grande terraço do salão, anexo à igreja, iniciaram-se as obras, donde surgiram 3 amplas salas, casa de banho e escritório.

No começo do ano letivo de 1980 matricularam-se 150 crianças para frequentar a valência de Atividades de Tempos Livres.

Nesse espaço de tempo, o Centro Social foi dotado de uma Direção que tratou de elaborar os Estatutos. Os mesmos foram aprovados e publicados no Diário da República em 16 de outubro de 1981. A partir desta data, a Instituição, uma iniciativa particular, adquiriu o estatuto de Instituição Particular de Solidariedade Social sem fins lucrativos e de utilidade pública. O Registo do Centro Social no Livro das Fundações teve lugar no dia 4 de setembro de 1982.

Devido aos bons serviços prestados, os pedidos de matrículas aumentaram todos os anos. Por isso, construíram-se mais quatro salas, uma cozinha e um refeitório em terreno pertencente à Comunidade Redentorista, inauguradas em 1983.

Nesse mesmo ano a Direção, para satisfazer o pedido de muitas famílias, decidiu criar a valência do Jardim de Infância. Faltavam instalações. Para satisfazer esta carência foi adquirido um ginásio, confinante com as instalações do Centro Social, à família Frade Correia, que foi adaptado para 4 amplas e airosas salas.

Considerada, pelas Entidades Públicas, como uma Instituição modelar, quer pela qualidade dos serviços que presta, quer no rigor e seriedade da sua gestão, não admira que lhe fossem feitos novos desafios. Foi proposta à Direção a construção de um Infantário no Bairro do Valongo, que surgiu após o 25 de abril e não tem equipamentos sociais. Após séria reflexão, o desafio foi aceite. Elaborado o projeto, iniciaram-se as obras em 1991 e a 19 de setembro de 1992 era inaugurado. Trata-se de uma estrutura moderna com 8 salas, cozinha, refeitório, sala polivalente, lavandaria, casas de banho e escritórios, onde funcionam as valências de Pré-Escolar e Creche, a quem foi dado o nome de Infantário O Raposinho.

Perante esta rápida expansão poder-se-ia pensar que era chegado o momento de parar. Assim não o entendeu o seu dinâmico Presidente da Direção, Padre José Sanches Pires, já que em 1995 nascia uma nova valência: a Escola do 1º Ciclo do Ensino Básico em regime de paralelismo pedagógico e com licença definitiva de funcionamento.

Devido à elevação a Paróquia da Igreja dos Padres Redentoristas, e necessitando esta de instalações para os serviços de pastoral paroquial, a Comunidade Redentorista, com o consentimento do Governo Provincial e do Superior Geral, Juan Laso de la Vega, adquiriu em 1996 o Colégio de Nossa Senhora do Rosário, propriedade das Irmãs Dominicanas, que se encontrava à venda. Foi feita a devida escritura a 15 de julho de 1997, conservando o nome de Colégio de Nossa Senhora do Rosário.

Realizadas as obras de adaptação, passaram a funcionar neste equipamento todas as valências que ocupavam as instalações construídas em terrenos pertencentes à Comunidade Redentorista.

O Centro Social seria ainda enriquecido com a construção da piscina climatizada em 2003 para utilização dos seus utentes e também da comunidade albicastrense.

São passados 38 anos de existência do Centro Social Padres Redentoristas. É a maior Instituição do Distrito dedicada à 1ª e 2ª infância. Os relevantes serviços e apoio prestados às Famílias na pessoa de milhares de crianças que frequentaram o Centro Social valeram-lhe ser agraciado pela Câmara Municipal em 1993 com a Medalha de Ouro da Cidade, e em 2016 foi a vez da Junta de Freguesia conceder-lhe, igualmente, a Medalha de Ouro da Cidade. 

Contatos

Venha fazer-nos uma visita

Agora que já sabe quem somos, gostaríamos de ouvir a sua opinião.

Colégio N. Sra. do Rosário

Creche / Pré-escolar / Escola / CATL

Rua Conselheiro Albuquerque Nº23
6000-161 Castelo Branco

Tel. +(351) 272 323 042

Infantário "O Raposinho"

Creche / Pré-escolar

Rua do Raposinho Nº1
6000-041 Castelo Branco

Tel. +(351) 272 320 559

Redes Sociais

Fique mais perto de nós

Siga-nos nas nossas redes sociais para ficar a par das nossas aventuras!